A 38ª edição do maior e mais antigo festival gastronômico do país, o Festival de Gastronomia de Santarém, decorreu entre 26 de outubro e 4 de novembro de 2018. Milhares de pessoas provaram Portugal, de norte a sul, passando pelas ilhas, na visita ao festival e à cidade, que voltou a celebrar o melhor da tradição gastronômica nacional.

Entre os destaques desta edição, numa aposta claramente vencedora, estiveram os banquetes desenvolvidos por três chefes distinguidos com Estrela Michelin, Vítor Matos, Tiago Bonito e Joachim Koerper e a revelação ribatejana Rodrigo Castelo, que conquistaram os 120 participantes.

“Estamos, a cada ano que passa, a consolidar a Gastronomia nacional, o nosso patrimônio e, este ano, quisemos evidenciar um alimento tão típico, transversal e tão português, como o azeite, e apostar em um novo conceito, com o Banquete e as criações dos três dos nossos chefes Michelin e do chefe Rodrigo Castelo. Acreditamos que dentro de 10 anos, Santarém será um grande destino gastronômico”, revela Ricardo Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Santarém.

Os quatro chefes desenvolveram e apresentaram as suas artes em banquetes durante as sextas-feiras e sábados do festival. A estreia, dia 26 de outubro, esteve a cargo de Tiago Bonito, chefe da Casa da Calçada, em Amarante. Seguiram-se, a 27 de outubro, o chefe Vítor Matos, do Antiqvvm, no Porto, e do Vidago Palace, em Vidago, a 2 de novembro Joachim Koerper, chefe do Eleven, em Lisboa, e a 3 de novembro o chefe ribatejano Rodrigo Castelo, da Taberna Ó Balcão, em Santarém.

Os visitantes puderam ainda descobrir especialidades de norte a sul do pais e das ilhas dos Açores e da Madeira, através dos 12 restaurantes presentes no evento (lista dos restaurantes ao fim do texto), além das tasquinhas típicas com produtos regionais, vinhos e doçaria.

Do programa constaram momentos formativos, com aulas de cozinha, demonstrações de cozinha ao vivo, conversas sobre vinho e provas harmonizadas. No âmbito do tema deste ano juntam-se ao Festival os municípios produtores de azeite de Mirandela, Moura, Marvão e Castelo Branco e ainda a Região dos Açores, que vão apresentar-se em dias distintos, com uma programação própria, na qual estão garantidas degustações gastronômicas que ensinam a descobrir e a apreciar o azeite.

O Festival de Gastronomia de Santarém acolheu ainda a cerimônia de entrega dos Prémios Great Taste Awards Portugal, no dia 29 de outubro, e atribuiu o primeiro prêmio Modernidade e Tradição, em 31 de outubro, a João Costa, no Concurso Nacional Jovem Talento de Gastronomia, com um prato inspirado em azeite.

Também no dia 1º de novembro foi apresentada a Carta Gastronômica do Ribatejo, um documento com 557 receitas recolhidas pela Confraria Gastronômica do Ribatejo, em entrevista a 180 pessoas, na sua maioria idosas, como forma de preservar o patrimônio gastronômico da região.

O evento foi organizado pela Viver Santarém em parceria com a Câmara Municipal de Santarém e a Entidade Regional de Turismo Alentejo Ribatejo, com o apoio do Turismo de Portugal através do Programa Valorizar, os patrocínios da Repsol Gás, Central de Cervejas, Delta, Azeite Quinta do Juncal, Resitejo, Arroz Bom Sucesso, Cuf Santarém e Águas de Santarém e produção da Essência do Vinho.

A 39ª edição vai decorrer entre 25 de outubro e 3 de novembro de 2019, na Casa do Campino, numa programação dedicada ao tema da vinha e do vinho.

Para mais informações sobre o evento, consulte o site oficial em www.festivalnacionaldegastronomia.pt.

Sobre o Festival de Gastronomia de Santarém : “O PAI DOS FESTIVAIS”

Localizada no coração da fértil lezíria ribatejana, uma zona de planície, banhada pelo Rio Tejo, e em cujos campos a agricultura se desenvolveu ao longo dos séculos, Santarém manteve ao longo dos anos uma relação muito estreita com a Gastronomia Portuguesa, tendo vindo a atuar na defesa do patrimônio gastronômico como valor integrante do patrimônio cultural.

Foi em 1981 que nasceu o primeiro Festival Nacional de Gastronomia. Trazendo até Santarém os melhores restaurantes de cada região turística que, por sua vez, escolhiam para os seus cardápios as especialidades tradicionais regionais, o Festival teve um papel fundamental na preservação do patrimônio gastronômico Português.

Sabemos hoje que foi a partir desse primeiro Festival que começaram a surgir, um pouco por todo o país, uma enormidade de certames gastronômicos, mas nunca tendo nenhum assumido as proporções e o caráter Nacional do Festival de Santarém.

É hoje uma marca consagrada junto de gastrônomos, profissionais e amantes da boa mesa, que apresenta, anualmente, um programa rico em atividades que celebram e promovem o Patrimônio Gastronômico Português. Apresenta-se como um certame de excelência e uma mostra dos sabores regionais.

Sobre a Essência do Vinho

A Essência do Vinho é especialista na produção e comunicação de eventos e conteúdos relacionados com vinho, bebidas espirituosas e gastronomia, sendo líder em Portugal nesse segmento de mercado – com o apoio da Revista de Vinhos – A Essência do Vinho.

Restaurantes Presentes no 38º Festival de Gastronomia de Santarém

 

 Porto e Norte

  • Restaurante Académico (Bragança)
  • Restaurante Tentações da Montanha (Boticas)
  • Restaurante Torres (Vila Verde)
  • Restaurante O Costa (Vila Real)
  • Casa Caetano (Arouca)

Centro

  • Restaurante Estelas (Peniche)
  • Temudus Restaurantes (Coimbra)
  • Restaurante O Flôr  (Gouveia)

Alentejo

  • Restaurante O Lampião (Évora)

Algarve

  • Restaurante Tasca Rasca (Faro)

Açores

  • Restaurante José do Rego

Madeira

  • Restaurante Do Dia Prá Noite

Comentários

Comentários