Está marcada para quinta-feira, dia 30 de agosto de 2018, a abertura do 17•56 Museu & Enoteca da Real Companhia Velha, o novo centro de visitas da mais antiga empresa portuguesa, com atividade ininterrupta há quase 262 anos. Localizado à beira do rio Douro, no Cais de Gaia, o museu vem ocupar parte de um antigo armazém da Companhia.

O 17•56 Museu & Enoteca da Real Companhia Velha é um espaço com 3 mil metros quadrados, divididos em dois pisos, onde vinho, gastronomia e história se complementam e onde tempo e conforto são palavras-chave.

O nome faz referência ao ano da instituição da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro (também denominada por Real Companhia Velha), o mesmo da 1ª Demarcação do Alto Douro: 1756, mais precisamente a 10 de setembro. O ponto a “quebrar” o ano, 17•56, faz com que seja mais fácil de o memorizar e dizer.

“Este é um projeto com o qual sonhávamos há anos, senão décadas. Naturalmente, vamos manter as nossas instalações e Caves de Vinho do Porto na Rua Azevedo de Magalhães, também em Vila Nova de Gaia, com um circuito de visitas e provas cada vez mais dinâmico, mas ter um centro de visitas à beira rio vai levar-nos para outro patamar de (re)conhecimento, nomeadamente junto dos visitantes estrangeiros, que são cada vez mais numerosos”, afirma Pedro Silva Reis, presidente da Real Companhia Velha. “Com este espaço, temos a ambição de ser uma referência no circuito internacional dos apreciadores de vinho”, acrescenta.

Museu da primeira demarcação

O Museu da 1ª Demarcação situa-se no piso térreo e é contíguo a uma sala de provas e loja de vinhos. Dividido em seis capítulos, no núcleo museológico conta-se a história do Douro, a mais antiga região demarcada e regulamentada do mundo, indissociável da própria história da Real Companhia Velha.

É possível fazê-lo através de inúmeros objetos e documentos pertencentes do espólio da empresa, onde se destaca o Alvará Régio assinado por D. José I a 10 de setembro de 1756 pelo Marquês de Pombal – disponível na versão original, intocável, e em duas versões digitais, passíveis de serem folheadas – além de garrafas históricas. Um museu que nos conta também alguns dos mais importantes acontecimentos mundiais.

Enoteca 17•56

No piso 1 situa-se a Enoteca 17•56, um espaço que pretende contribuir para a afirmação do Porto como uma das dez capitais mundiais do vinho e onde a oferta gastronômica é bastante variada, mas o vinho é rei. De notar que, para além do amplo portfólio da Real Companhia Velha (aqui listado com 300 referências, por ter mais do que uma colheita por vinho), vão estar ao dispor alguns dos melhores vinhos de Portugal, na seção ‘Carta dos Amigos’, e também vinhos das imponentes regiões do Velho Mundo. No total, a carta de vinhos ultrapassa as 500 referências.

O vinho é o foco de todo este projeto, sendo complementado com uma variada oferta gastronômica, na Enoteca 17•56. Logo à entrada, a Fromagerie Portuguesa apresenta uma selecção de cinquenta queijos nacionais e internacionais, que podem ser consumidos no local ou comprados para levar para casa. A oferta de cozinha tradicional, peixes e mariscos é assegurada por um chef e equipe da Real Companhia Velha. O Reitoria assegura sanduíches gourmet e a steakhouse, com carnes maturadas diversas; e o Shiko um raw bar, de inspiração japonesa.

Este sofisticado espaço contempla ainda uma zona de lounge, um cigar club (para apreciadores de charutos, em harmonia com bons Vinhos do Porto), duas salas privadas e um terraço panorâmico.

Serviço

17•56 Museu & Enoteca da Real Companhia Velha

Endereço: Alameda da Rua Serpa Pinto, 44B (entrada principal) ou Avenida Ramos Pinto

Telefone: 222 448 500

Museu

Horário: 10h30 às 19h

Preço: 15 euros por pessoa (com prova de vinhos)

Enoteca

Horário: 11h às 23h, todos os dias

Lotação: 190 lugares

Comentários

Comentários