facebook_pixel

Os vinhos e os jovens: uma nova relação

 •  190 views

By

Quando se fala em vinho, muitas pessoas logo imaginam um ambiente sofisticado, frequentado por pessoas mais velhas, com uma experiência de vida que lhes permite apreciar a bebida e tudo o que ela tem a oferecer. No entanto, este cenário está gradualmente mudando, com um crescente interesse do público jovem pela cultura do vinho.

De acordo com uma pesquisa realizada em 2015 pela Wine Market Council com pessoas dos 21 aos 38 anos nos Estados Unidos, 159,6 milhões de caixas de vinho foram destinadas ao público jovem, representando 42% do vinho consumido no país naquele ano. Além disso, dois terços dos apaixonados por vinho são mulheres, o que também chama a atenção nessa faixa etária, tendo em vista que, de acordo com o mesmo estudo, após os 38 anos o consumo entre os dois sexos fica equilibrado.

A tal da Geração Y, ou Millenials, está no radar dos produtores de vinho por diversos motivos. Em primeiro lugar, é importante lembrarmos que esse consumidor não costuma ter um poder de compra elevado, buscando vinhos mais acessíveis. Em ocasiões especiais, em vez de gastar em um vinho de mais qualidade, acabam optando por um diferente, feito com uma uva ou processo atípicos.

Os produtores vêem no público jovem uma oportunidade de mercado para inovar e vender vinhos mais simples em maior escala

Os produtores vêem no público jovem uma oportunidade de mercado para inovar e vender vinhos mais simples em maior escala. Além disso, por estarem sempre conectados, esses jovens acabam compartilhando informações e opiniões sobre os produtos, servindo como feedback e possibilidade de se enxergar novos mercados e oportunidades. Um exemplo é vinho em lata, uma nova forma de embalagem que visa atender a necessidade desse público, que tem o costume de se reunir para festas e churrascos com maior frequência, necessitando de um formato mais prático para o transporte e consumo.

Outro ponto a ser considerado por esse novo público é o fator saúde. O vinho possui menos açúcares e teor alcóolico do que os destilados pesados, também muito consumidos pelos jovens. Isso, aliado ao fator social e econômico, além de toda a aura de glamour proporcionada pela cultura do vinho, acaba atraindo muito mais o público a experimentar a bebida e mudar seus hábitos.

É emocionante ver a cultura do vinho se espalhando dessa forma, quebrando antigos paradigmas de que o vinho é uma bebida cara, a ser apreciada somente por pessoas mais velhas. A popularização da bebida pelos jovens nos mostra que ainda há espaço para inovar e crescer, e isso vem ocorrendo não apenas nos Estados Unidos, como mostrou o estudo, mas no mundo todo.

Comentários

Comentários

About the Author

Publicitário, trabalha com planejamento e produção de conteúdo para redes sociais, mas na verdade quer se tornar professor. Apaixonado por música, games, livros e gastronomia. Um pouco boêmio, mas ainda um novato no mundo dos vinhos.