Vinum Est: divirta-se aprendendo sobre vinhos

 •  899 views

By

Vinum Est wine barO que você acha de um lugar em que você encontra vinhos produzidos a partir de uma imensa variedade de uvas, e pode consumi-los em taças, comparando uma uva à outra? Esse é o conceito do Vinum Est, um wine bar super descolado em Pinheiros, São Paulo. O local já funcionava como uma escola de vinhos com workshops sobre uvas de determinados países e harmonizações. Mas há cerca de um ano foi aberto também como wine bar, de quinta a sábado.

“Por aqui, não usamos nada de nomenclaturas difíceis ou regras de etiquetas refinadas. Nossa grande protagonista é a uva e queremos que as pessoas vivenciem e celebrem essa experiência — seja com bons vinhos, jantares harmonizados para grupos fechados ou cursos e degustações temáticas”, diz a proprietária, Anna Rita Zanier.

Anna é muito conhecida no mundo do vinho. Italiana da região do Friuli, ela mora no Brasil há mais de 20 anos, quando foi contratada para ser chef sommelier do Grupo Expand. A experiência lhe rendeu espaço na capa na revista Veja como uma das primeiras sommeliéres do Brasil. Desde 2010, Anna vem trabalhando com cursos e degustações sobre vinhos, para grupos privados ou corporativos. Até hoje, mais de 130 mil pessoas ampliaram seus conhecimentos sobre vinhos com Anna Rita.

Anna Rita Zanier, do Vinum Est

Happy hour com muito charme

Parede de rótulos de vinhos, Vinum EstO wine bar da Anna está instalado em uma pequena casa em Pinheiros, com uma decoração super charmosa que nos lembrou um local em que tomamos café da manhã em Berlim, quando estivemos lá no final de maio.

Em uma das paredes, ela colou 1.200 rótulos de vinhos que colecionou durante vinte anos. “Quando eu estava na Expand, as vinícolas nos enviavam os rótulos para fotografar para catálogo, e depois das fotos eu guardava. Quando saí de lá, continuei guardando rótulos”, conta.

Super simpática, Anna nos contou tudo sobre a proposta do bar de vinhos: “Nosso foco é a uva. Procuro vinhos das mais diferentes variedades, para que as pessoas conheçam uvas diferentes e possam definir as que mais gostam”, diz ela. Na prateleira, vinhos franceses, espanhóis, chilenos, argentinos, brasileiros, italianos e muitos outros, que variam toda semana.

Anna Rita Zanier, Vinum EstSempre estão disponíveis cerca de 30 rótulos para servir em taça, de uvas diferentes, para os clientes provarem. O preço da taça varia entre R$ 18 e R$ 22. Enquanto serve, Anna explica tudo sobre o vinho: o que é, de que produtor, de onde veio, qual a origem da uva e suas características… enfim, tudo o que o cliente quiser saber, de forma muito didática e sem frescuras.

Além de Anna, a estrela da casa é uma fatiadora Berkel original de 1924, que ela comprou de um restaurante que estava fechando, anos atrás. De lá saem fatias fininhas de frios maravilhosos, praticamente todos italianos: mortadela da Bolonha, presunto de San Danielle, presunto parma do Trentino, entre outros. O rosbife com molho de vinho tinto é feito na casa. Ela orgulha-se em dizer que a família tem uma fatiadora igualzinha na Itália, em Spilimbergo, onde possuem uma enoteca e um restaurante (La Torre).

Além dos frios e queijos, o Vinum Est serve também sopas, salada caprese com molho pesto e o que Anna chama de “cozinha do dia”: “De vez em quando, fazemos risoto ou uma massa, que não estão no cardápio. Tudo feito na hora.” De fato, o ambiente é tão aconchegante e descontraído que a gente se sente como se tivesse ido jantar na casa de amigos.

Os vinhos da noite

Di Leonardo Toh! Friulano

Como era nossa primeira vez no Vinum Est, Anna fez questão que provássemos um vinho da sua região de origem na Itália, o Friuli. Foi o Di Leonardo Toh!, da uva Friulano. Ela explicou que a região, que fica entre Veneza e a fronteira com a Áustria, é uma grande produtora de vinhos brancos. A uva Friulano chamava-se, antigamente, Tokai, mas não tinha nada a ver com o famoso Tokai da Hungria. Após algumas discussões entre os dois países, a Itália teve de ceder o nome Tokai para a uva húngara e passou a chamá-la de Friulano, em homenagem à região.

Segundo a vinícola, é o seu vinho branco mais famoso. Na taça é amarelo pálido, com tons esverdeados, e apresenta um aroma característico de amêndoas no nariz. É delicado e refinado, macio e redondo, com acidez um pouco menor do que outros vinhos brancos. Harmonizou perfeitamente bem com o presunto San Danielle, que é da mesma região.

O segundo vinho foi o Cabernet Sauvignon argentino Vicentin Dorado 2012. É produzido em San Rafael, na região de Mendoza. De cor vermelho violáceo intenso, tem aroma de frutas vermelhas maduras e chocolate. Na boca apresenta boa acidez e taninos equilibrados.

Para fechar a noite, mais um italiano: Itynera Nero d’Avola, da Sicília. É um vinho muito aromático, com notas de cravo e frutas vermelhas, harmonioso e elegante.

Fica aqui a nossa dica: para um happy hour diferente, uma noite romântica ou um encontro descontraído com os amigos, o Vinum Est é uma escolha perfeita. Com certeza você sairá de lá sabendo um pouco mais sobre esse maravilhoso universo dos vinhos.

 

 

 

Serviço

Vinum Est

Rua Ferreira de Araújo, 329, Pinheiros, São Paulo
Telefone: (11) 2774.3767 / 2774 3768
Email: annarita@vinumest.com.br

O Wine bar funciona às quintas, sextas e sábados, das 17h às 00h.

Comentários

Comentários

About the Author

Jornalista, multimídia e apaixonada por vinhos. Adoro ouvir e contar histórias. Essa mesma paixão me levou às redes sociais. Já o vinho…. ele veio junto com o Emanuel e faz parte dos nossos melhores momentos!