By

Certas datas devem ser comemoradas com tudo a que temos direito.

Nesse 9 de junho foi aniversário da Renata, meu amor, minha companheira, esposa querida, uma pessoa especial, que merece toda a atenção do mundo. Eu não podia deixar passar em branco e fiquei imaginando como fazer para que ela tivesse um aniversário memorável.

Um jantar a dois na data (no dia 10, sábado, rola a pizza com toda a família) me pareceu ideal. Melhor ainda se for em um restaurante que preza em nos deixar à vontade, acompanhado de um grande vinho.

Minha escolha recaiu sobre o Lilló, mas poderia ser também a Vinheria Percussi, Taberna da Esquina ou Tasca da Esquina, para ficar apenas naqueles em que estivemos recentemente.

O Lilló

Curtindo o Momento - Aniversário da Renata 09/06/2017 - Restaurante Lilló - Viva o VinhoComo de costume, fomos muito bem recebidos, nos acomodamos em uma mesa para aguardar, pois a casa estava lotada. Enquanto esperávamos, abrimos a noite com um belo espumante da casa, crostatas quentinhas e crocantes e ficamos conversando sem a menor pressa.

A nosso pedido, o vinho foi aberto para respirar e foram trazidas taças especiais Riedel. Ele merecia.

Foi um bom tempo para rirmos, curtir todos os cumprimentos que ela estava recebendo via redes sociais e Whatsapp, enviar fotos para amigos, parentes e nosso grupo de vinhos. É muito bacana quando isso se torna uma diversão a dois, vendo como todos estavam ali, curiosos com tudo o que estava acontecendo.

Os espumantes acabaram, a mesa estava quase pronta e resolvemos experimentar o vinho, um espetáculo, mas essa parte vou deixar para comentar daqui a pouco.

Pratos muito bem feitos

Na mesa fomos direto para os pratos principais, afinal já estávamos curtindo o ambiente há um tempo e tínhamos tido oportunidade de comer as entradas.

Como sempre eu sou mais tradicional e a Renata mais arrojada: o prato dela era mais colorido e tinha sabores mais desafiadores que o meu. rsrsrsrsrsrsrs

Com um vinho potente e características tão marcantes, os pratos tinham de ter igualmente um paladar marcante e ser bem condimentados.

Eu fui de Medalhões de Filet ao Molho de Pimentas Verdes, acompanhados de Risoto Parmegiana e Batatas Coradas. Tradicionalíssimo, eu sei, mas super saboroso, com a carne no ponto certo.

Já a Renata escolheu um de seus pratos favoritos: Magret de Pato com Molho de Frutas Vermelhas, acompanhado de um Risoto de Mostarda Dijon. Eu tive de experimentar e testá-lo com o vinho.

Extraordinariamente, o pato com molho adocicado e um risoto forte criou uma sensação muito diferente na boca e harmonizou de maneira excelente com o vinho. Daquelas sensações que devem ser experimentadas.

Quinta dos Murças Reserva 2011

Quinta dos Murças Reserva 2011 - Viva o VinhoChegou a hora de falar dele. Para uma data tão especial, só podíamos beber um vinho muito especial.

Este Quinta dos Murças estava em nossa adega há um ano, trouxemos de Portugal. Foi comprado na própria Herdade do Esporão.

Que tal ler no rótulo que são vinhas velhas e pisa a pé? Em um mundo tão preocupado com produtividade e produção mecanizada, tecnologia, saber que se trata de um vinho produzido a partir de vinhas com baixa produtividade e que a pisa foi a pé é algo muito diferente.

Este poderoso português, em uma bela garrafa com um grande e envolvente rótulo que é impossível passar indiferente, é muito mais do que promete a embalagem.

Na taça, é um vinho muito denso, escuro, misterioso. Inclinando a taça se vê o alo rubi e brilhante, belíssimo.

Apesar de estar aberto há cerca de 15 minutos, ainda estava fechado. Mas aí entraram em ação as grandes taças Riedel que estávamos usando, com bojo amplo que permite uma aeração perfeita.

Os aromas então explodiram com geleia de ameixa, compota, cravo, alcaçuz e muito mais. Ao longo da refeição foi possível ver sua evolução para fumo e até um toque de chocolate. Sensacional.

Na boca, poder. Persistência. Presença. Adoro vinhos protagonistas e este, sem sombra de dúvidas, é um desses. Impossível ficar indiferente. Não à toa fizemos questão de experimentar o vinho antes de escolher os pratos. Valeu a pena.

Foi um jantar maravilhoso e no final a Renata ainda ganhou um  “pique-pique”, com direito a saxofonista, bolinho de chocolate coberto de chantilly, caldas de chocolate e manga e uma bola de sorvete no topo para arrematar.

Antes de sair, dois cafezinhos, por favor.

😉

Quinta dos Murças Reserva 2011
  • Ao abrir a garrafa
  • Na taça
  • A prova
  • Meia hora depois
4.5
User Rating 0 (0 votes)
Sending

Comentários

Comentários

About the Author

Matemático, DBA e desenvolvedor de sistemas, apaixonado por gestão de conteúdo online. Para a experiência de beber um vinho ser completa, precisa de excelente companhia. Com a Renata, divido taças em momentos mágicos.